Trajetos, Percursos...

    Dançar e ir além...

 

“O ato de Ir além, aciona e possibilita novas  percepções  que subvertem as trajetórias ordinárias e cotidianas”

                Uxa Xavier

 

O grupo dirigido por Uxa Xavier, artista e educadora em dança, inicia-se em 2010 e segue em contínua pesquisa sobre as infâncias, na perspectiva de revelar o corpo da criança no espaço público. Nossa questão original e que permanece até hoje é: onde e como as crianças ocupam a cidade?

A estrutura de investigação e criação do grupo se ancora em três eixos: na construção de relações éticas com as infâncias, tendo como referencia a noção de “Criança performer”, criada pela pesquisadora Prof Dra Marina M. Machado, nossa primeira parceira na origem da pesquisa do Lagartixa; políticas por nos colocarmos no espaço público e criarmos nossos trabalhos, vivendo as fricções e revelações do estar em relação com a cidade, seja uma praça, um parque ou ruas e estéticas,pois em nossa investigação e criação em dança, temos o corpo como potencia de  criação/ transformação e um dispositivo de encontros com o publico.

Ao longo desses sete anos criamos procedimentos, modos/práticas de investigação que sustentam um corpo que, investiga e ressignifica o espaço público, na busca de criar um diálogo com o universo das infâncias como também as memórias remotas dos adultos.

Nossas memórias ou, o reencontro com nossas infâncias, é um campo de investigação para a criação das performances; como também a observação de crianças em estado de jogo.

A investigação física percorre caminhos/poéticas na busca de ativar estados de presença/tensigridade, estados de contemplação e encontros, na relação que vai sendo construída com o público; um corpo relacional que se desloca no espaço urbano sem a intenção de colonização deste e do espectador.

A ausência de uma trilha sonora é uma escolha estética, pois a própria sonoridade da cidade é um elemento que se integra à pesquisa e criação das performances.

Perceber e entender o espaço urbano como linguagem -sua estrutura, suas formas, organizações, regras e códigos-, para que assim seja possível  investir nas topologias e paisagens que nos são apresentadas/ reveladas, e que se transformem em proposições de investigação e criação em dança.Um trânsito/ fluxo entre o espaço topológico e o espaço imaginário, um corpo que atravessa e se deixa atravessar, permanecendo em nosso afeto de origem: a criança performer.    

 
 
EXPO MENU.png
parceiros_botão.png

A exposição virtual "A Poética dos Encontros" idealizada por Uxa Xavier, Diretora do grupo lagartixa na janela, é dedicada a compartilhar os conteúdos dos encontros realizados para e com crianças do curso livre da escola de dança de são paulo e com crianças deficientes visuais do instituto de cegos padre chico. a ideia de realizar encontros com dois públicos distintos em seus contextos socioculturais teve como objetivo potencializar e agir nas antiestruturas, assim como propõe Victor Tuner, importante antropólogo estudioso da performance: "As antiestruturas surgem quando acontece a liberação das capacidades humanas de cognição, afeto, volição, criatividade...". o objetivo de criar proximidade com o público infantil em ações como essas, geram um novo olhar para uma dança que não pertence às referências midiáticas direcionads a esse público. 
Os encontros com as crianças foram pensados diante das seguintes perguntas: como as crianças nos percebem? como seus corpos reverberam em nossos encontros? os conteúdos artístico-pedagógicos dos encontros estruturaram-se a partir das partituras dos núcleos dramatúrgicos da performance "Varal de nuvens", que tem como proposição dialogar com o movimento do vento e convidar a todos criar jogos em cantos imaginários, dançar com tecidos em varais e contemplar o movimento como se estivesse vendo as nuvens se transformando em figuras e bichos. 
A criação desta exposição pretende iluminar a poética do encontro entre as crianças e a dança em suas corporalidades e gestualidades, saindo do formato "discurso sobre" e indo em direção a potência do espaço de encontro, fundamentado nos princípios éticos, estéticos e políticos do grupo lagartixa na janela. 
As imagens aqui reveladas são os fios que bordaram os tecidos desses momentos tão intensos que todos os envolvidos - Equipe, Grupo e Crianças - Vivenciaram

Para conferir a exposição virtual realizada em parceria com o Portal MUD e 19º Fomento a Dança, CLIQUE AQUI.

A exposição virtual “A DANÇA NO ESPAÇO URBANO – outros modos de estar e conviverna cidade de São Paulo”, desenvolvida pelo MUD – Museu da Dança, com curadoria de Ana Terra, aborda o universo das produções em dança realizadas em espaços públicos por meio de depoimentos, textos, vídeos e imagens de oito companhias de dança paulistanas: …AVOA! Núcleo Artístico, Célia Gouvêa Grupo de Dança, Cia. Artesãos do Corpo, Cia. Damas em Trânsito e os Bucaneiros, Cia. Mariana Muniz de Teatro e Dança, Cia. Sansacroma, Lagartixa na Janela e Núcleo Tríade.

Para conferir a exposição na íntegra, CLIQUE AQUI.

 
 
IMG_3490-©SilviaMachado.JPG
IMG_3205-©SilviaMachado.JPG
IMG_3216-©SilviaMachado.JPG
IMG_3360-©SilviaMachado.JPG
IMG_3237-©SilviaMachado.JPG
IMG_3292-©SilviaMachado.JPG
 
 
 
 
 
 
 
 

O Livreto "Mapas para dançar em muitos lugares" criado por Uxa Xavier, é um material que contém um DVD com a performance "Poemas Cinéticos" e trechos dessa mesma performance em espaços da cidade de São Paulo (Praça Roosevelt e Minhocão). Os textos são proposições de dança que estão articulados com os vídeos, para que crianças e adolescentes possam criar suas próprias performances em espaços que elas transitam ou ocupam, como também pode ser utilizado por educadores em mediação em dança. A performance é dançada pelas intérpretes do grupo Lagartixa na Janela, dirigido por Uxa Xavier. Esse livreto integra o projeto contemplado pelo 15º Edital de Fomento à Dança da cidade de São Paulo.

CLIQUE NO LIVRO PARA ADQUIRIR O SEU EXEMPLAR.

PROCESSOS

Poemas Cinéticos

Varal de Nuvens

Breves Partituras

para muitas Calçadas

A Poética dos Encontros

OFICINAS

Oficina para Crianças

Oficina/Curso para Adultos

Dançando Junto

Esse encontro tem como objetivo acessar a memória cinética da infância, ou o reencontros com a infância, como uma estratégia   para a  criação de um  inventário dos jogos que habitam nossa memória física e simbólica. Do que brincávamos?  Como eram essas brincadeiras? Onde brincávamos?

VEJA MAIS

Corpo como território

Oficina para Crianças

As oficinas são articuladas com os conteúdos criados a partir das investigações nos processos de criação das performances:

Poemas Cinéticos

Varal De Nuvens

e Breves partituras para muitas calçadas. 

 

VEJA MAIS

Essa oficina foi pensada para criar um espaço de encontro entre pais e filhos e ou  seus cuidadores, tendo a dança e a musica como elementos relacionais e  ativadores de contatos e percepções do corpo e dos afetos  que estes criam.

 

VEJA MAIS

Dançando Junto

And Lab

RESIDÊNCIAS

Bolívia

Uruguai

VÍDEOS

bibliotecabotao.png
 
 

Sesc Av Paulista

Oficina para Educadores ministrada por Uxa Xavier

de 8 a 29/09, domingos das 10h30 as 13h30

Vivência para Crianças

de 8 a 29/09, domingos as 15h e 17h

Breves Partituras para muitas Calçadas

dias 6, 13, 27/10, 3 e 10/11 as 14h - calçada do Sesc Av Paulista